09 janeiro 2010

A Rainha dos Condenados

Há algum tempo atrás eu tinha baixado os e-books Entrevista com o Vampiro, O Vampiro Lestat e A Rainha dos Condenados. O primeiro amei, tanto livro quanto filme... alias amei mas o livro; o segundo apesar da lenga lenga de Lestat gostei muito; já o terceiro não terminei de ler devido aqueles meu problema de dor de cabeça, mas li o começo e achei interessante.
Então descobri que tinha um filme chamado A Rainha dos Condenados, li algumas pessoas (acho que eram fãs) que disseram que o filme era ótimo. Foi ai que a curiosidade bateu e fui tentar assistir na net, mas como não achava deixei pra lá e só baixei o CD da trilha sonora, que alias amei xD, ouvi durante semanas.
Mas ontem a curiosidade de assistir ao filme voltou e então aluguei ele.
Minha primeira expectativa foi de que seria um filme ótimo, pois juntaria dois livros e tal... mui bem lá vai a minha analise e opinião sobre o filme A Rainha dos Condenados:
“ Lestat acordou durante 100 anos de sono e agora é um pop star, que já vendeu mais do Elvis! Em todo lugar todos ouvem suas musicas e o veneram. Em suas musicas Lestat deixa bem claro que é um vampiro e que existem outros, e os intima a aparecerem. Mas com sua música Letat não só desperta o ódio dos vampiros como também acorda quem não devia."
...
Durante por quase 2 horas fiquei na expectativa de algo mais... que não venho.
O filme é todo corrido mas sem grandes surpresas; Lestat é um cara egocêntrico e mala; Akasha até que é linda e sexy mas falta uma dose de terror por ser aquela que irá destruir o mundo; o vampiro que transformou Lestat não é aquele não, sem contar que ele é tão... tão... sem sal...; e de repente apareceram uns vampiros que sei lá de onde saíram e pra que serviam, e aquela tal casa com aquela tal árvore genealógica (acho que posso chamar disso) pra que servia?
Assistindo as cenas que foram cordadas descobri que aquele bando de vampiros vindos de não sei onde eram os vampiros anciões e que entre eles o carinha loirinho de cabelo encaracolado tipo anjinho sem falas era Armand! Pasmei. Armand era um vampiro legal... quer dizer, de por medo sabe? Como todo vampiro deve ser! E Louis! Cadê o Louis?! Se bem que acho que tiraram o Louis por causa do beijo dele e Lestat... sim amiguinha Lestat é bisexual. No fundo ele transformou o Louis por que o ama assim como amou seu primeiro amigo na França (já to entregando muito).
Resumindo: Posso disser que assisti a todo o filme sem esboçar qualquer tipo de expressão facial, foi como assistir todos os 3 filmes de O Senhor dos Anéis em apenas 1 de 1 hora e pouco, e assim Frodo era um rapaz sem graça e Galadriel era só uma elfa esposa de um elfo rei de um reino lá e que aparentemente não tinha tanta importância.
Não vale os R$ 3,00 da locação... alias acho que eu deveria pagar só R$1,50 que é o preço de um DVD virgem com capinha!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Postagem em destaque

Blade & Soul - Derrotando Gubong

Oiii fofis! Voltei a postar vídeo de games =D E pra começar postei um de Blade & Soul, da DG Já Sinto o Machado, mas somente o ...

Atualizações do Instagram

google.com, pub-2229770814747508, DIRECT, f08c47fec0942fa0